Notícias

13/01/2020 - 10:59

Pegando Onda teve início no sábado com alegria e entusiasmo dos participantes

Imagem Notícia

Na manhã do sábado (11/01) foi realizada a aula inaugural do Projeto Pegando Onda. A Praia do Mar Grosso, sede do Pegando Onda, ficou repleta de adolescentes, crianças, autoridades, esportistas e parceiros, para prestigiar a primeira aula do projeto que está no segundo ano e irá beneficiar 40 jovens nortenses através de ações que podem mudar para melhor o futuro dos participantes.

Estiveram presentes, a prefeita, Fabiany Zogbi Roig, o secretário Geral de Governo (SGG), Lincoln Pontes e a secretária da Assistência Social, Cidadania e da Mulher (Smascim), Alessandra Souza, o diretor da Smascim, Samuel Santos, o presidente da Associação dos Surfistas das Praias Nortenses (ASPN), Tiago Pontes, instrutores e parceiros do projeto, alunos e pais, pessoas da comunidade e servidores municipais.

A prefeita explicou que o Executivo assinou o Termo de Fomento do Projeto Pegando Onda, junto com a Associação dos Surfistas das Praias Nortenses (ASPN), com muita expectativa de proporcionar aos jovens cidadãos uma atividade esportiva que vai muito além da prática de esporte, mas que repassará noções para a vida. “Quem sabe um dia sai um campeão mundial de surf aqui desta turma?”, questionou Fabiany, em tom instigante, com o objetivo de levar cada participante a acreditar no seu sonho.

 “Juntando as forças chegamos neste momento. O esporte é individual, cada um vai surfar e vai depender de si. É só o surfista e a prancha, mas temos que pensar sempre no coletivo. Nós do surf, dificilmente ficamos sozinhos, a gente sempre vai com um colega, vai com um amigo, porque o esporte é isso”, disse Tiago.

O projeto foi deliberado pelo Conselho Municipal de Defesa da Criança e do Adolescente (Comdedica). A execução dos trabalhos está a cargo da ASPN. A compra dos materiais, uniformes e pranchas foi realizada com recursos do Comdedica. 

O Pegando Onda irá beneficiar, aproximadamente, 40 crianças, inicialmente, com idade a partir dos 7 anos, as quais já são atendidas pela rede socioassistencial e estão  vinculadas ao Projeto Rede.

A finalidade do projeto é ministrar aulas de surf para crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade e risco social. A missão é atuar na prevenção e redução de danos através do protagonismo infanto-juvenil, a partir de vivências lúdicas e esportivas como fator de transformação social.

A equipe do Pegando Onda acredita que fará diferença positiva no dia a dia dos participantes, pois o trabalho consiste na construção de sonhos, na formação humana, no repasse dos valores humanos e sociais, na reconstrução de lares, na solidariedade e na cultura de paz e essas ações irão refletir na sociedade como um todo.      

Deseja procurar outra Notícia?